E-book Completo

Autores

  • Helena Portes Sava de Farias

DOI:

https://doi.org/10.47879/ed.ep.2021336x

Palavras-chave:

EDUCAÇÃO, SAÚDE, DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, INVESTIGAÇÕES, DESAFIOS

Resumo

É com grande satisfação que lhes apresento o e-book intitulado “EDUCAÇÃO, SAÚDE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: INVESTIGAÇÕES, DESAFIOS E PERSPECTIVAS FUTURAS”. Nele foi possível reunir onze artigos de pesquisadores brasileiros nas diversas áreas do conhecimento como fruto de suas pesquisas acadêmicas, de iniciação científica, Trabalho de Conclusão de Curso e dissertações de mestrado.

O capítulo 1 intitulado “Automutilação na adolescência: compreendendo a prática entre alunos de uma escola privada de Natal/RN” tem como propósito relatar uma experiência de intervenção realizada em uma escola privada no município de Natal/RN, objetivando compreender a prática da automutilação entre os jovens e trazendo a reflexão sobre como lidar com os sentimentos que o levam a externalizá-los dessa forma.

No capítulo 2  “A economia circular na produção de água de reuso para fins agrícolas” o autor se propõe a descrever o que tem sido estudado e publicado cientificamente sobre o reuso de efluente doméstico para fins agrícolas, em particular do tomateiro, por meio da revisão bibliográfica, realizada nas bases de dados Portal de Periódicos Capes, Alianza de Servicios de Información Agropecuaria – SIDALC e Aquaculture Compendium (CABI Publishing).

O capítulo 3 “Cirurgias de enxerto ósseo em implandontia uma proposta para consultorio”, tem como o objetivo descrever sobre o enxerto autógeno e as cirurgias de enxerto ósseo em implandontia como uma proposta para consultório odontológico.

No capítulo 4 “Operadora de plano privado de saúde: desafios para auditoria em enfermagem” as autoras propõem analisar o conhecimento de enfermeiros egressos de universidades em Santa Catarina sobre a auditoria de enfermagem em operadoras de planos privado de assistência à saúde.

O capítulo 5 “O mínimo existencial ecológico” analisará o mínimo existencial ecológico, originário da dignidade da pessoa humana, como condição para que o Estado consiga, através de suas políticas públicas ambientais, dar efetividade ao direito fundamental de garantir um meio ambiente ecologicamente equilibrado, necessário para a existência de uma qualidade essencial mínima de vida ao homem, como garantia de sua própria existência.

No capítulo 6 “Saúde mental dos cuidadores de idosos: percepções e experiências” os autores pretendem identificar na literatura as percepções e experiências dos cuidadores de idosos com foco na saúde mental dos mesmos ao exercerem o cuidado, por meio de uma revisão integrativa da literatura.

O capítulo 7 “A dimensão espiritual sob a ótica dos enfermeiros que atuam em uma unidade psiquiátrica” as autoras buscam compreender a espiritualidade sob a ótica do enfermeiro atuante em cenário de saúde mental. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa, realizado com 12 enfermeiros que atuam em um Hospital Psiquiátrico no município do Rio de Janeiro a partir de um questionário previamente estruturado contendo perguntas abertas a respeito da concepção individual de espiritualidade, sendo analisado sob a perspectiva de Viktor Frankl.

No capítulo 8 “A mediação de conflitos como instrumento de promoção da cultura de paz e não violência na escola” buscou-se evidenciar o modo como a mediação de conflitos poderá influenciar para a promoção da cultura da paz e diminuição da violência nos contextos escolares.

O capítulo 9 “Síndrome Alcoólica Fetal: atuação do enfermeiro no cenário da consulta de enfermagem” os autores descrevem a atuação do enfermeiro durante a consulta de enfermagem na Síndrome Alcoólica Fetal. A Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) é um problema muito sério e que pode trazer para o feto complicações durante a gestação, que podem variar desde má formação até uma dependência de álcool pelo feto em desenvolvimento. Seus efeitos, ainda não são específicos e o que se sabe é que a ingestão de qualquer quantidade da substância pode desenvolver a síndrome.

No capítulo 10 “O direito à educação nas constituições brasileiras” o presente artigo trata da educação como um dos direitos sociais e fundamentais do ser humano perante o ordenamento jurídico brasileiro. A partir de um estudo histórico fora feita uma breve análise da previsão constitucional do direito à educação desde a primeira Constituição brasileira, denominada de Constituição Política do Império do Brasil, seguindo até a atual Constituição Federal.  

Por fim, o capítulo 11 “Estudos sobre as barragens de rejeitos do estado de goiás” tem por objetivo contribuir para a melhoria da gestão de segurança nessas barragens de rejeitos, analisando e expondo a situação atual do risco que os resíduos sólidos da mineração representam ao meio ambiente e a saúde pública goiana. O trabalho identifica os desafios enfrentados entre os danos ambientais e a responsabilidade civil em Goiás.

 

Boa leitura!

 

Profa MSc Helena Portes Sava de Farias

Mestre em Desenvolvimento Local

Organizadora do E-book Educação, saúde e desenvolvimento sustentável: investigações, desafios e perspectivas futuras

Downloads

Publicado

2021-11-27

Como Citar

Farias, H. P. S. de . (2021). E-book Completo. Epitaya E-Books, 1(11), 1-171. https://doi.org/10.47879/ed.ep.2021336x

Edição

Seção

E-book Completo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>