O Enfermeiro na Promoção da Construção do Gênero da População Transexual na Atenção Básica

Autores

  • Rodrigo Duarte da Luz UNISUAM
  • Simone Cristina Alves da Silva UNISUAM
  • Karina Lima Soares Neri UNISUAM
  • Eluana Borges Leitão de Figueiredo UNISUAM
  • Cleide Gonçalo Rufino UNISUAM
  • Helena Portes Sava de Farias UNISUAM

DOI:

https://doi.org/10.47879/ed.ep.2021304p11

Palavras-chave:

Construção de gênero, População Transexual, Atenção básica

Resumo

Transgênero é o termo genérico utilizado para descrever uma ampla gama de identidades, tais como: pessoas transexuais, travestis, aquelas que se identificam como terceiro gênero, as não binárias e outras cujas aparências e características são percebidas como atípicas do gênero. Neste contexto traçarmos o seguinte objetivo deste estudo: Discutir estratégias utilizadas pelo Enfermeiro na promoção da construção do gênero da população transexual atendida na Atenção Básica de Saúde. Método: estudo de revisão bibliográfica, de natureza descritiva, com abordagem qualitativa realizada nos meses de março a outubro de 2020. O levantamento de dados foi realizado por meio de busca na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Foram utilizados os Descritores: Enfermagem; Pessoas transgênero; Identidade de gênero; Promoção da saúde. Para tanto, foram aplicados os seguintes critérios de inclusão: artigos publicados no idioma português, no recorte temporal compreendido no período de 2015 a 2020 e disponibilizados sob forma de texto completo. Conclusão: Os 9 artigos incluídos nesta revisão, e os achados identificados no formulário pesquisa de opinião sem acesso a identidade, registrando apenas informações, apontou que as informações relacionadas a identidade de gênero não são possível ainda de ofertar uma assistência de  qualidade focada em ações para o enfrentamento da discriminação, em todos os níveis de gestão do SUS. Diante de tamanha diversidade de modos de existir, nota-se que os serviços de saúde não estão preparados para o acolhimento desse público fazendo que parte da população trans encontre barreiras organizacionais, técnicas e simbólicas representadas muitas vezes por discriminação e preconceitos, sendo necessário realizar Educação Permanente às trabalhadoras(es) da saúde para romper com a discriminação e preconceito.

Downloads

Publicado

2022-01-15

Como Citar

Luz, R. D. da, Silva, S. C. A. da, Neri, K. L. S., Figueiredo, E. B. L. de ., Rufino, C. G., & Farias, H. P. S. de. (2022). O Enfermeiro na Promoção da Construção do Gênero da População Transexual na Atenção Básica. Epitaya E-Books, 1(9), 11-27. https://doi.org/10.47879/ed.ep.2021304p11

Edição

Seção

Capítulo de Livro

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>